“Podemos sentir a gratidão”, diz pastor sobre missão no Malawi

(Foto: Guiame/Marcos Corrêa)

 

Diante de uma realidade impactante, o pastor Marcos Corrêa falou sobre a experiência que tem vivido no Malawi, onde está em viagem missionária representando o Projeto Daniel e o portal Guiame em uma parceria firmada com a Missão Mãos Estendidas.

“Em meio às crianças carentes sentimos a necessidade de fazer um pouco mais. Podemos sentir a gratidão que eles demonstram por tão pouco que oferecemos”, comentou Marcos.

O diretor do Portal Guiame tem feito uma série de vídeos mostrando a realidade do país, onde será construído um centro de ajuda infantil, a fim de oferecer assistência à saúde, educação, alimentação e acolhimento espiritual através do Evangelho.

Visitando aldeias extremamente pobres, o pastor tem mostrado a realidade vivida pelas crianças da região. Ele conheceu o trabalho da MME através do pastor Elias Marcelo Caetano, diretor da organização. Foi quando decidiu conversar com o apóstolo Joel Engel para firmar uma parceria com o Projeto Daniel.

Em visita a Igreja Presbiteriana Renovada de Lilongwe, na capital do Malawi, o pastor ministrou a mensagem sobre “O Rio de Deus – Crescendo na Unção do Espírito Santo”, com base em Ezequiel 47.1 a 12.

Também participou do culto ao ar livre, em uma igreja localizada debaixo de uma árvore, em Chinpango, na aldeia de Chinssapo. A igreja é liderada pelo pastor Ganizani Jezala e a presença da equipe de missionários (as) foi festejada pelas crianças e pessoas que participaram do culto.

(Foto: Guiame/Marcos Corrêa)

Enquanto a palavra foi ministrada, os participantes sentaram-se no chão, ouvindo atentamente o ensinamento da Palavra de Deus. Também foram entoados louvores e adoração através de danças e palmas, com a alegria típica dos cristãos africanos.

Presentes

O Projeto Daniel entregou presentes as crianças na Aldeia de Hatone. Bonecas, carrinhos, bolas e camisetas. Muitas delas jamais haviam ganhado um brinquedo, por isso ficaram extremamente felizes.

O pastor Marcos Corrêa também acompanhou algumas refeições com os pequenos, conhecendo um pouco mais do cardápio oferecido pela MME e se inteirando da realidade nas aldeias atendidas pela ajuda humanitária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *